Livro:
Observatórios de Mídia: Olhares da Cidadania.
Autor:
org. Luiz Gonzaga Motta e Rogério Christofoletti
Assuntos:
Observatórios de mídia
Site:

Quando irritado ou constrangido, o telespectador usa o controle remoto e abandona a programação que lhe faz mal. Quando insatisfeito com a matéria parcial da revista, a leitora deixa de lado a publicação e passa a ler a concorrente. Mas não é só. O público, cada vez mais, percebe que a relação com os meios de comunicação pode ir além do simples contrato de receber passivamente pacotes de informações e entretenimento. O público, cada vez mais, quer participar do processo, quer interagir, opinar, criticar e sugerir. Essa mudança de cultura já está infiltrada nas sociedades e ganha maior evidência nos contextos em que a democracia está mais consolidada. Isto é, hoje, a cidadania também é exercida na arena da mídia, na frente da TV, ao pé do rádio, diante da telinha do computador ou das páginas impressas. Nas últimas duas décadas, diversos instrumentos de participação e leitura da mídia foram criados, desseminados e aperfeiçoados. Entre os mais evidentes desses dispositivos, estão os observatórios de mídia, que se ocupam não apenas de ler os meios de comunicação, mas também em difundir uma cultura de consumo crítico das informações veiculadas. Uma espécie de vitrine, esses observatórios funcionam como janela da mídia para a sociedade e espelho de uma dimensão da sua cidadania
Livro:
Ombudsman - O Relógio de Pascal
Autor:
Caio Túlio Costa
Assuntos:
Ombudsman
Site:

O livro reeditado é um consistente estudo sobre a imprensa no Brasil e no exterior, com histórico, atualidade e perspectivas. Trata-se de uma leitura útil a todos lidam com informação, de todas as mídias, e a quem trabalha com defesa do consumidor. Sempre que Caio Túlio Costa, professor de Ética Jornalística na Cásper Líbero, faz palestras em faculdades e empresas, as pessoas perguntam sobre o livro esgotado, que saiu antes da era da Internet. O autor queria atualizá-lo. E foi o que fez.


 

Livro:
Critica das Práticas Midiáticas
Autor:
José Luiz Aidar Prado
Assuntos:
crítica de mídia
Site:

Como realizar hoje, no mundo globalizado, a crítica das práticas midiáticas? Os modelos empregados no campo da Comunicação para a leitura dos objetos na cultura de massas não mais respondem às necessidades atuais da pesquisa. Que fazer? Os textos aqui reunidos, apresentados no 1º Seminário Interprogramas de Pós-graduação em Comunicação, foram escritos por pesquisadores da pós-graduação em Comunicação de todo o Brasil, elaborando-se um mapa de problematizações que delineia rumos para a pesquisa, por meio da construção de uma nova geografia do campo da comunicação, que amplia as perspectivas teóricas, abordando percursos da cultura de massas à sociedade em rede.
 

Livro:
A sociedade enfrenta sua mídia
Autor:
José Luiz Braga
Assuntos:
Crítica de mídia
Site:

Na obra A sociedade enfrenta sua mídia Dispositivos sociais de crítica midiática, o autor, José Luiz Braga, propõe justamente uma nova visão que não se resume ao modelo unidirecional, responsável pela crença no dualismo entre mídia e sociedade, dualismo que é tão mais danoso na medida em que enfatiza a polaridade entre emissor (ativo) e receptor (passivo).

Livro:
O Arsenal da Democracia
Autor:
Claude-Jean Bertrand
Assuntos:
MARS
Site:

Em todo o planeta ressurge a necessidade vital de democracia, portanto de uma mídia de qualidade. Atualmente ninguém pode prescindir da mídia para viver, nem mesmo os habitantes das zonas rurais subdesenvolvidas. Infelizmente, os veículos de comunicação não cumprem o seu papel adequadamente e os jornalistas estão entre as profissões com menor credibilidade pública, especialmente em países de grande tradição de imprensa livre e libertária, como é o caso dos Estados Unidos.O que fazer para reverter este quadro? Este livro do professor do Instituto Francês de Imprensa, da Universidade de Paris 2, e um dos maiores especialistas contemporâneos em comunicação, Claude-Jean Bertrand, pretende oferecer respostas a esta questão.Bertrand é autor de diversos livros sobre mídia, jornalismo e comunicação, entre eles A deontologia das mídias (1999), também lançado no Brasil pela EDUSC Editora da Universidade do Sagrado Coração, em que discute as questões éticas que envolvem o trabalho de jornalistas, publicitários e outros profissionais de comunicação.O Arsenal da democracia foca suas discussões na questão da criação e da operação de sistemas efetivos de controle dos meios de comunicação social que o autor denomina MAS , escapando da dualidade falsamente obrigatória entre Estado e Mercado. Bertrand entende que as forças políticas sempre se esforçaram no sentido de impedir a circulação de informações. E para as forças econômicas, hoje dominantes, os veículos de comunicação nada mais são do que máquinas de dinheiro, sempre mais dinheiro, não importa como. Elas rebaixam a mídia ao divertimento medíocre, à prostituição mais barata. Não seria sensato lutar pela extinção de qualquer uma destas duas forças, ambas ao mesmo tempo indispensáveis e perigosas. Tampouco se deve esperar que uma seja neutralizada pela outra.

Livro:
A regra do jogo
Autor:
Cláudio Abramo
Assuntos:
jornalismo
Site:

Este livro é constituído a partir de depoimentos deixados por Cláudio Abramo, morto em agosto de 1987, tendo como contraponto mais de uma centena e meia de entrevistas, artigos, reportagens e comentários publicados pelo autor. Seu testemunho descreve os processos, episódios e acidentes de que ele foi protagonista em sua trajetória, como responsável pela modernização dos jornais O Estado de S. Paulo e Folha de S. Paulo, formador de gerações de profissionais, participante ativo de todas as batalhas políticas que se têm travado no país.

Livro:
A Opinião no Jornalismo Brasileiro
Autor:
José Marques de Melo
Assuntos:
Jornalismo
Site:

O jornalismo é um fenômeno universal, mas suas raízes são européias. No caso brasileiro não é suficiente fazer remissões aos modelos que nos trouxeram os colonizadores lusitanos, mas torna-se imprescindivel perceber as determinações que configuraram o padrão transplantado. Não é preciso realçar que o jornalismo brasileiroi nutre-se de um modelo português, determinado por influências francesas e britânicas.

O jornalismo brasileiro estruturou-se criativamente absorvendo os modelos que se nos impuseram, adquirindo feição diferenciada. Todavia, a provisoriedade, a efemeridade, a caducidade precoce são variáveis que desafiam o jornalismo, assim como a questão Ètica, Moral, de se falar (ou pelo menos tentar) falar a Verdade.

Livro:
Elementos Do Jornalismo
Autor:
Tom Rosenstiel e Bill Kovach
Assuntos:
Jornalismo
Site:

"o que os jornalistas devem sabe e o público exigir"

Escrito pelos jornalistas norte-americanos Bill Kovach e Tom Rosenstiel, o livro finalmente chega ao Brasil, com prefácio de Fernando Rodrigues, da Folha de S.Paulo. E já vem com o rótulo de leitura obrigatória para todo profissional da comunicação - e para todo cidadão que perceba como sua vida, seus pensamentos e sua cultura são diretamente influenciados pelas notícias e pelo jornalismo disponível. A idéia do livro surgiu após um encontro realizado em Harvard em 1997, que reuniu 25 dos mais importantes jornalistas norte-americanos para discutir o que havia acontecido com o jornalismo entre Watergate (1974) e Whitewater (era Clinton). Foi criado o Comitê dos Jornalistas Preocupados, que, dois anos depois, idealizou, sob a batuta de Kovach e de Rosenstiel, 21 fóruns reunindo mais de 3 mil pessoas e 300 jornalistas para debater se e como a imprensa livre pode sobreviver. Chegou-se à conclusão de que a finalidade do jornalismo é definida pela função exercida pelas notícias na vida das pessoas. E seu princípio mais importante seria, assim, o compromisso com a verdade, para que as pessoas disponham de informação para sua própria independência.
 

Livro:
Metodologia de Pesquisa em Jornalismo
Autor:
Cláudia Lago e Márcia Benetti
Assuntos:
Metodologia Jornalismo
Site:

O livro é uma obra voltada à investigação do campo jornalístico, organizada para auxiliar pesquisadores e orientadores, da pós-graduação e da graduação, na articulação entre teoria, problematização, objeto e método. São doze textos de quinze autores, com formações e campos distintos que procuram dar uma noção da abrangência e amplitude das discussões relacionadas à esfera metodológica. Os textos agrupam-se em três seções distintas: 1) Métodos, conceitos e intersecções com o jornalismo, 2) Aplicação dos métodos de pesquisa no jornalismo e 3) Exemplos de pesquisas e seus métodos. O prefácio é de José Marques de Melo. O livro não tem a pretensão de esgotar as inúmeras faces da discussão de ordem metodológica, mas contribui para o aprofundamento da temática, fudamental para qualificar as pesquisas.

Livro:
Ética no Jornalismo
Autor:
Rogério Christofoletti
Assuntos:
Ética
Site:

O jornalismo é irmão siamês da ética e tem como objetivo servir à sociedade. Mas quem faz do jornalismo sua profissão nem sempre se depara com situações em que mocinhos e bandidos são fáceis de reconhecer. Às vezes as nuances são mais sutis. Deve o fotógrafo capturar a imagem de uma criança morrendo ou ajudá-la? Qual é a relação possível com a fonte? Até onde ir para conseguir uma manchete? O repórter pode omitir sua identidade para conseguir uma boa informação?
Em Ética no jornalismo, Rogério Christofoletti convida o leitor jornalista a se questionar o tempo todo, para que sua atividade não perca a razão de ser. De resto, no exercício cotidiano da cobertura dos fatos que interessam à sociedade, a conduta ética se confunde com a própria qualidade técnica do trabalho.
O aprendizado de ética não se limita à sala de aula, mas este é um espaço privilegiado para a discussão do tema. Daí porque este livro ser essencial não apenas para jornalistas, como para estudantes e professores de comunicação.

  • « Anterior
  • Primeira
  • 1
  • 2
  • Última
  • Próximo »
Código de Ética
Enquete

O que você achou do layout do Observatório de Imprensa ?

Ótimo
Bom
Regular
Péssimo